Criar os cursos é o próximo passo. Para fazer isso, continue na guia “Secretaria”, clique em “Cursos, Matéria e Livros” e selecione o botão Inserir (+)


Quando abrir a janela de inclusão, você irá perceber que existem alguns itens que devem ser preenchidos. 


Em “Descrição do Curso” você deve inserir o nome do curso, o “Tipo de Pacote” ao qual ele pertence, determinando se ele é um pacote grátis, de informática, VIP, técnico, sendo possível o cadastro de outras opções também.


“Valor Padrão” é o valor total do curso. Nesta parte você vai determinar qual é o valor de comercialização do curso. As opções “Valor Fixo” e “Comissão”  são para o caso de você precisar comissionar os vendedores. É possível colocar um valor fixo ou porcentagem, mas este campo é opcional e não são todas as escolas que usam.


Nos itens “%Serviço”, “%Comércio”, “Código do Produto”, “CNAE”, “Item Lista Serviço” e “Código Tributação”, a única coisa que você precisa preencher é o tipo de imposto que a sua escola paga, sendo possível colocar o imposto em cima de comércio, serviço ou os dois, dependendo do padrão utilizado pelo seu município. Os outros são itens de nota fiscal, que devem ser preenchidos se você vier a emitir nota pelo F10. Saiba mais sobre a Nota Fiscal Eletrônica aqui.


A opção “Conta Contábil” diz respeito a qual conta um curso vendido será vinculado. Esse campo é para uso da contadoria e só é possível escolher uma conta contábil caso você já tenha ela cadastrada. Se você é um cliente novo e está começando agora, esses dados não vão aparecer, pois ele é criado no treinamento financeiro.


No campo “Meses de Aula” deve ser colocado a duração de meses desse curso. Em “Carga Horária” você deve inserir a carga horária total e em “Descontos e Acréscimos” é importante ficar atento: caso você seja um cliente novo, essa opção não está habilitada porque esse campo também deve ser cadastrado na parte financeira. Se você é um cliente antigo e está apenas relembrando como criar um curso, basta selecionar qual desconto ou acréscimo você deseja colocar. Caso contrário, não é necessário preencher nada.


No campo “Documento para Contrato e Observação” é inserido o documento de contrato, que será preenchido automaticamente pelo F10. Enquanto este documento ainda não for criado, é possível colocar algum material já existente para referência, como por exemplo o contrato antigo desse curso. Algumas escolas usam um contrato diferente para cada curso, então é aqui que você vai selecionar qual documento será utilizado para a formalização contratual com o aluno para este curso.


“Observação” é a parte em que devem ser colocadas as observações gerais do curso. É opcional também, a maioria das abas do F10 oferecem a opção de colocar alguma observação ou detalhe do conteúdo. Feito isso, o curso está pronto para ser criado. Pode dar um OK e o curso aparecerá na tela.


Note que no canto direito da tela aparecem as matérias disponíveis. Se elas não aparecem é porque não foram criadas ou não estão ativas. Com o curso criado, agora você consegue selecionar qual matéria estará disponível para cada curso. Para fazer isso, basta clicar na matéria que você deseja, arrastar para dentro do curso e apertar OK para “Inserir Matéria dentro do Curso”. Perceba que agora aparece uma seta ao lado do nome do curso, isso significa que agora é possível visualizar a lista de matérias disponíveis em cada curso, clicando na seta. Agora, basta inserir todas as matérias pertencentes aquele curso.


Observe que com as matérias já feitas, o processo é mais simples. Por isso reforçamos a ideia de criar as matérias antes, afinal irá facilitar na hora de vincular e você não precisa, cada vez que criar um novo curso, criar uma nova matéria. O mesmo vale para livros: se houver controle de locação e compra de livros na sua escola, basta cadastrá-los em “Livraria e Biblioteca”, que depois eles vão aparecer abaixo das matérias cadastradas e depois é só clicar, arrastar e colocar dentro do curso a que ele pertence.



Próximo: Pedagógico | 4. Vinculando Matérias e Materiais